Home Artigos Reduza seus emails em 80% usando o Bimsync!

Reduza seus emails em 80% usando o Bimsync!

Não é nenhum mistério porque as pessoas não conseguem evitar o uso de suas caixas de entrada como sua ferramenta pessoal de gerenciamento de projetos e tarefas e porque as empresas ainda tentam colaborar através de longas cadeias de e-mails sobrecarregadas. O e-mail está bem enraizado em nossa vida pessoal e profissional, e muitos de nossos “to-dos” chegam na forma de e-mail – é uma forma popular (e eficaz) de comunicação. Mas é aí que a linha deve ser traçada – na comunicação.

É um desafio constante

Não tenho dúvidas de que qualquer um que leia isto está familiarizado com a luta de tentar manter suas caixas de entrada em zero, ou pelo menos algo próximo a isso. Mas a dura verdade é que os e-mails estão constantemente fluindo e não importa quantos e-mails você receba ou apague, você está fadado a receber de volta o mesmo número na sua caixa de entrada.

Distrações infinitas

A maioria das pessoas concordaria em consultar seus e-mails com demasiada freqüência. Imagine o tempo necessário para verificar um e-mail, processá-lo, responder a ele e depois tentar voltar ao que você estava fazendo antes. Em última análise, os e-mails tiram as pessoas do foco e impedem que elas entrem em um fluxo.

Difícil de encontrar

Manter o controle de documentos e tarefas em seu e-mail é uma maneira de se misturar e perder informações. Muito do que é enviado em e-mails se perde em um buraco aparentemente negro.

Agentes no escuro

O envio de documentos e atualizações por e-mail resulta em deixar a maioria das partes interessadas no projeto no escuro sobre atualizações de status. Todos aqueles que não foram incluídos no tópico de e-mail não serão mantidos no circuito sobre assuntos pertinentes. Pelo contrário, a atualização dos detalhes do projeto em um sistema adequado torna fácil e eficaz o tempo para manter as partes interessadas atualizadas.

Informações de contexto pertinentes

Os e-mails não contêm todo o histórico e informações de base para definir o contexto do que você está tentando comunicar.

Prints de tela

Muitos ainda tiram prints de tela de um conflito ou de um problema do modelo e criam um relatório em PDF para enviar a todos.
Esta não é uma maneira muito inteligente de trabalhar, é uma tarefa massiva e muitas vezes descontrolada para acompanhar todos os problemas e verificar se todos entregam as suas tarefas

A necessidade de um Formato de Colaboração BIM

Um componente importante do openBIM é o IFC (Industry Foundation Classes), a norma ISO para o intercâmbio de projetos de modelagem de edifícios. Colaborar com a troca de arquivos IFC completos não é prático. Vamos ver como o BCF, outra norma openBIM pode suportar fluxos de trabalho de colaboração com trocas de dados leves.

Vamos comparar o IFC com o PDF (Portable Document Format) no mundo dos escritórios (naturalmente, o IFC vai além de uma visão 2D ou 3D do projeto graças a sua semântica embutida, mas vamos considerar isto para o bem do argumento). Ambos são padrões ISO destinados ao intercâmbio de dados de forma neutra, a fim de impor a interoperabilidade entre os softwares. Ambas são ótimas para os resultados, para as assinaturas, etc.

Mas e se precisarmos conversar, comentar, solicitar informações específicas, ou nos relacionarmos com objetos específicos quando não estivermos sentados na mesma sala ao mesmo tempo? Da mesma forma que o PDF não define como as revisões e comentários de documentos devem ser trocados, os fluxos de trabalho de colaboração e comunicação foram deixados fora do escopo do IFC, de propósito. O IFC foi concebido para transmitir modelos de dados auto-contidos e não aborda a necessidade de trocar informações relacionadas a uma sub-parte específica do projeto, como RFI (Request For Information), coordenação de sequenciamento ou problemas que ocorrem durante o ciclo de vida do projeto.

O que é Formato de Colaboração BIM?

O BIM Collaboration Format (BCF) é um padrão aberto para trocar questões relacionadas ao BIM entre softwares. O BCF pode ser visto como um “whatsapp do BIM” graças à sua designação de usuário e gerenciamento de status.

O BCF  permite que você envie relatórios de markups e comentários gerais entre todos os membros do projeto.
Cada edição é registrada com um ID único, tornando mais fácil rastrear quando as questões são abertas, quem é responsável por quais questões e para ver quando as questões levantadas são resolvidas.
O que é particularmente interessante no BCF é a comunicação entre as ferramentas e o software de modelagem nativo.
O BCF identificará exatamente quais objetos estão envolvidos em um problema e até mesmo registrará a visualização da tela, de modo que quando alguém abre um problema de BCF em seu software de modelagem, é direcionado para a mesma visão exata em seu modelo, sem necessidade de navegar pelo modelo procurando por detalhes.
Quando o problema é resolvido no software de modelagem o BCF é atualizado e isso é comunicado de volta ao coordenador de projeto.

As mensagens do BCF ligam as mensagens às entidades IFC. Estas mensagens podem ser atribuídas a um usuário e ter status.

O BCF permite que os usuários troquem problemas em projetos a partir de diferentes softwares. Uma questão é composta de um tópico, alguma marcação (uma coleção de informações textuais relacionadas ao tópico, como um nome, comentários, um status), um ponto de vista para fornecer informações espaciais ao tópico, e um instantâneo tirado do ponto de vista. Referências a documentos armazenados no servidor do BCF podem ser adicionadas. O Bimsync fornece várias extensões ao padrão, como referências a objetos no projeto BIM, a fim de facilitar sua seleção e inspeção.

Veja como as questões do BCF podem ser visualizadas no Bimsync:

BCF: um formato, dois sabores

O formato inicial dos dados BCF foi definido para ser armazenado em um diretório zipado contendo arquivos armazenados em XML (para os dados BCF) e PNG (para o snapshot). Como o envio de arquivos ZIP em e-mails não era o processo de colaboração mais eficiente, a buildingSMART logo se concentrou em fornecer uma API que permitisse aos servidores trocar estruturas de dados BCF em vez de caixas de entrada de spam.

Agora temos dois padrões compatíveis para a troca em BCF: BCF-XML – usando arquivos para armazenar informações de colaboração e BCF-API – usando chamadas de API entre servidores para trocar informações de colaboração. Os servidores que implementam o BCF API também podem, opcionalmente, hospedar os modelos.

Gerenciamento do padrão BCF

O BCF é desenvolvido pela buildingSMART e pode ser seguido abertamente no GitHub

A Catenda está participando ativamente dos esforços para estabelecer e desenvolver o padrão BCF. Aqui está a evolução do formato BCF ao longo do tempo:

Como o BCF é usado no openBIM?

O BCF foi inicialmente implementado nas soluções  da Tekla e Solibri. Logo depois, o Bimsync adotou o BCF para seu fluxo de trabalho de gerenciamento de problemas. A Graphisoft e outros fornecedores de software BIM seguiram o exemplo.

Graças ao formato muito flexível, o BCF pode até ser usado em software que não depende do IFC, graças aos plugins desenvolvidos para ferramentas de autoria em formatos proprietarios. O nosso plugin exclusivo para o Revit permite a você “conversar” eletronicamente com o Bimsync de maneira rápida e bidirecional.

 

BCF para coordenação de projetos

Durante a fase de projeto, os arquitetos podem facilmente atender aos pedidos de informação de outros projetistas.

Por exemplo, os regulamentos de acessibilidade podem ser verificados pelas agências de certificação, mencionando com precisão qual elemento precisa ser visto mais de perto. Neste exemplo, o usuário Dag, como a agência de certificação, marca um elemento no modelo e abre uma questão BCF atribuída a Michael, o arquiteto, para registrar um pedido de mudança. O ponto de vista exato usado para identificar a questão pode ser recriado, oferecendo ao arquiteto um contexto claro para resolver a questão.

Discussão interativa e online entre arquitetos e engenheiros para resolver problemas de layout no Bimsync

Os dois profissionais podem acrescentar comentários, documentos relacionados à questão.

Quando o arquiteto resolve o problema, um novo modelo de revisão é carregado no Bimsync e uma notificação é enviada a todas as partes envolvidas. Se o problema for resolvido, ele pode ser fechado.

O gerenciamento de vários milhares de questões para todo o ciclo de vida do projeto é possível graças aos painéis automáticos que agrupam as questões por status, etiquetas, data de vencimento ou pessoal envolvido:

As questões do BCF podem ser filtradas e listadas com critérios de ordem múltipla no Bimsync

Interoperabilidade de software

Como um dos principais desenvolvedores do BCF-API, o Bimsync implantou imediatamente a nova especificação como seu fluxo de trabalho de gerenciamento de problemas em 2015, tornando-se o primeiro servidor BCF.

Como posso experimentar o BCF e eliminar emails desnecessários?

Fazendo um trial do Bimsync você poderá importar ou exportar BCFs diretamente ou usando o nosso plugin exclusivo para o Revit.

Faça um trial agora!
 

 

Carregar mais artigos relacionados
Load More In Artigos
Comments are closed.

Leia também

Uma experiência de ensino do planejamento e gestão de projeto colaborativo em BIM para um hospital Covid

Apresentação da experiência no evento BIM SC de 22 outubro de 2020   Trabalhos dos gr…