Home Artigos Como o Bimsync está trabalhando remotamente?

Como o Bimsync está trabalhando remotamente?

Escrito por Leonardo Cunha, CTO da Catenda

Aqui na Catenda, usamos o Bimsync como nossa ferramenta interna de gestão de projetos para desenvolver nosso próprio Bimsync! É uma das melhores formas de garantir que os membros da nossa equipe estão continuamente a utilizar e a testar os produtos que estamos criando.
Somos uma equipe de desenvolvimento internacional, distribuída por 6 países (Noruega, Brasil, Polônia, Estados Unidos, França e Escócia). Temos sido uma empresa amiga do ambiente remoto muito antes da pandemia #covid19 e agora toda a empresa abraçou a capacidade de trabalhar remotamente.
A indústria de software tem uma ligeira vantagem em comparação com outras indústrias por estar na vanguarda do trabalho à distância, dispondo de grandes ferramentas e práticas para poder trabalhar de forma eficaz numa configuração distribuída. Utilizamos diariamente o GitHub, Google Meet e Slack com muita partilha de tela, revisões de código e sessões de whiteboarding ad hoc.

A parte mais desafiante do trabalho à distância é durante a fase de concepção, onde é necessário juntar ideias e encontrar soluções em conjunto. Para este processo, usamos o Google Docs e Google Drawings para partilhar e colaborar nas primeiras especificações e desenhos.

Além disso, temos reuniões diárias de equipe onde usamos o Bimsync para todo o trabalho feito na equipe de desenvolvimento: triagem de relatórios de bugs recebidos, priorização de tarefas de manutenção, e planejamento de novas funcionalidades.
Esta é uma ótima forma de manter todo o trabalho de desenvolvimento transparente e visível dentro da organização, bem como de assegurar que experienciamos regularmente a nossa aplicação da mesma forma que os nossos clientes o fazem.
Para apoiar este trabalho com o Bimsync dividimos o nosso produto em áreas funcionais que são espelhadas como equipes no Bimsync. Todas as manhãs temos uma pequena sessão de triagem de bugs onde passamos em revista todos os bugs não atribuídos, avaliamos a sua prioridade e os atribuímos às equipes correspondentes. Este processo garante uma boa transferência do suporte para a equipe de desenvolvimento.

Todas as equipes de desenvolvimento visam uma divisão de 60% de novas funcionalidades de negócio, 20% de manutenção operacional, 20% de tarefas não planejadas (bugs).** No Bimsync definimos os tipos de tarefas correspondentes (Funcionalidade/Ampliação, Tarefa, Bug, como mostra a imagem abaixo), o que nos ajuda a acompanhar a quantidade de tarefas recebidas/fechadas de cada um destes diferentes tipos de trabalho.

Acompanhamos o status de cada tarefa com os seguintes tipos mostrados abaixo para priorizar e gerenciar nosso trabalho. Uma vez que a tarefa  está no status”Em produção”, ela está pronta para ser usada por todos os utilizadores.

Além disso, adicionamos também uma funcionalidade interna que integra os pedidos de pull request do GitHub a uma questão Bimsync (a linha azul na imagem abaixo mostra a mudança de código correspondente que corrige esta tarefa). Esta integração mantém o problema do Bimsync sincronizado com o status do pedido de pull request do GitHub.

Também temos uma integração Slack activada através da nossa Webhooks API. Assim que uma funcionalidade estiver concluída e implementada para produção, o Bimsync enviará uma mensagem de atualização ao Slack como mostra a imagem abaixo:

Há algumas funcionalidades básicas que ainda nos faltam nas ferramentas especializadas de gestão de software, como uma visão kanban e gráficos para dar uma visão geral do progresso do projeto. Estas funcionalidades também ajudariam os nossos clientes nos seus projetos de construção, mas isso está no nosso roadmap!
Em geral é ótimo utilizar o nosso próprio produto para gerir o trabalho de desenvolvimento, que acaba em muitos relatórios de bugs e ideias sobre como melhorar a usabilidade da Bimsync. Ao mesmo tempo, o fato de podermos utilizar o Bimsync para fazer o desenvolvimento de software já realça o quão flexível é o nosso produto.
* Isto é inspirado no “The Phoenix Project” (digressão, mas eu recomendo muito este livro para aqueles que gerem ou trabalhem em conjunto com uma equipe de desenvolvimento).
Escrito por Leonardo Cunha, CTO de Catenda

CATENDA

Bimsync, a plataforma de colaboração da próxima geração baseada na nuvem, onde a informação da construção ganha vida.

Carregar mais artigos relacionados
Load More In Artigos
Comments are closed.

Leia também

Porque os projetos atrasam?

Na Construção Civil o atraso no cumprimento dos prazos dos Projetos é um problema recorren…