Home Artigos O que é um Ambiente Comum de Dados (CDE)?

O que é um Ambiente Comum de Dados (CDE)?

O Ambiente Comum de Dados (CDE) é simplesmente um local digital onde a informação se junta. É um único lugar para tudo!

O BIM é muitas vezes entendido simplesmente como tecnologia ou modelos. No entanto, o processo é o aspecto mais importante de qualquer projeto em BIM.
Um projeto em BIM bem sucedido é aquele que segue um processo definido de forma eficaz e eficiente, usando a tecnologia para produzir resultados.
Para trabalhar em um ambiente colaborativo a informação precisa estar alinhada com a ISO 19650-2.
Os projetos precisam ser desenvolvidos em conjunto e não isoladamente. Para possibilitar o fluxo regular de informação é necessário existir um Ambiente Comum de Dados (CDE).
A ISO 19650 faz uma distinção entre o fluxo no CDE (isto é, o processo) e a solução (tecnologia).
Existe um equívoco bastante comum que o CDE seja apenas uma tecnologia. Esse equívoco ofusca o aspecto mais importante que é o processo ou fluxo de trabalho.
É esta combinação de tecnologia e fluxo de trabalho que define o CDE.

O que pode ser armazenado e gerido em um CDE?

Arquivos (contêiners de informação, segundo a nova nomenclatura da ISO 19650): modelos IFC, modelos em formato nativo, desenhos em dwg ou pdf, planilhas, arquivos de texto, imagens.
Processos de trabalho: aprovações, liberações, solicitação de informações, comunicações em texto e em formato BCF, compatibilizações de projeto. Além disso todos os metadados dos processos e dos arquivos podem ser recuperados para, por exemplo, criar-se painéis de controle da gestão do processo.
Embora o carregamento e o acesso a arquivos seja um requisito essencial para que qualquer sistema seja considerado um CDE, é necessário que tenha um processo de conformidade integrado de acordo com a ISO 19650, Figura 1.
Em termos mais simples, envolve quatro núcleos: WIP (que significa work in progress ou trabalho em progresso), compartilhado, publicado e arquivado.
Isto pode ser tratado por pastas, mas também pode ser tratado por dados que permitam que os processos ocorram.

Figura 1: os quatro núcleos do CDE. Fonte: extraído da ISO 19650

Quais são as diferenças que existem entre o CDE e as soluções de mercado como o Google Drive e outras comerciais conhecidas na AEC?

As soluções mencionadas são denominadas GED, ou Gerenciadores Eletrônicos de Documentos. Elas gerenciam apenas documentos, mas não gerenciam processos.

O CDE gerencia documentos, modelos e processos, e portanto, as suas funcionalidades incluem as funcionalidades do GED.

Ou seja, um GED não é um CDE.

Ao você utilizar um GED para gerenciar um projeto em BIM você não estará gerenciando o processo de trabalho que é o essencial em BIM.

Existem diversos formatos de CDE no mercado. Vamos adotar como exemplo de CDE o sistema BIMsync, um dos melhores do mercado. A seguir algumas telas mostrarão suas funcionalidades como CDE.

Figura 2: armazenamento e visualização de modelos

Figura 3: comunicação de problemas de compatibilização e trocas de informações no formato BCF
Figura 4: funções do GED: gerenciamento de quaisquer tipo de documentos inclusive dwg e pdf das pranchas

O BIMsync trabalha com Open Standards : IFC, BCF, bsDD e COBIe

Mais informações sobre o BIMsync podem ser obtidas aqui

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Load More In Artigos
Comments are closed.

Leia também

Confira os resultados do teste de conhecimentos em BIM

Entre os dias 1 e 11 de agosto de 2019 realizei um teste de conhecimentos em BIM. O questi…