Por que os projetos em BIM precisam de um contrato específico?

A implantação do BIM em uma perspectiva de longo prazo irá mudar não só as práticas de trabalho, mas também as relações contratuais entre os agentes.
Graças à tecnologia envolvida na construção do modelo BIM, é possível o trabalho concorrente dos diversos agentes, o que na prática pode significar um grande impulso para o advento da Engenharia Simultânea na AEC.
É exigido um elevado grau de maturidade para se chegar a essa fase, que, além da mudança na prática, irá requerer a mudança das relações contratuais para um novo objetivo.

Abaurre (2014), pondera também que:

[…] a antecipação de atividades e decisões nos processos colaborativos da modelagem da informação da construção leva à ocorrência simultânea dos projetos com trabalhos de engenharia de planejamento e controle de qualidade. Essa concorrência aumenta a quantidade de informações geradas nas etapas iniciais, diferenciando-se do processo tradicional e dos acertos comerciais que são comumente praticados, em que as maiores parcelas de pagamento são associadas às fases finais do projeto quando ocorre o detalhamento e levantamento de quantitativos. Figura 1.

Figura 1: Curva MacLeamy

Questões centrais

O projeto colaborativo exige o envolvimento da construtora em estágios iniciais do processo, o que tradicionalmente não é contemplado nos modelos contratuais praticados no mercado da construção imobiliária no Brasil. conforme Abaurre (2014), para atender a projetos colaborativos, dois aspectos legais devem ser considerados,

1) Diretrizes e regulamentação sobre as trocas de informação e comunicação:

Definição dos protocolos de troca de informação e gestão da comunicação entre os agentes do processo, definição da estrutura e formatos da informação e arquivamento.

2) Enfoque de implementação do empreendimento e seus arranjos contratuais:

Definição do tipo de contrato, modelo de colaboração, compartilhamento de responsabilidades, riscos e benefícios entre as partes envolvidas, escopos de trabalho, e sua remuneração.”

Programa do curso

  • Aspectos colaborativos do BIM
  • Escopo de projetos
  • Modalidades de contratos
  • Alocação de riscos
  • Remuneração dos serviços em BIM
  • Direitos autorais
  • Plano de Execução BIM (PEB)
  • Matriz de responsabilidades
  • Recebimento de projetos/ modelos BIM
  • Análise crítica do projeto/ modelo BIM
  • Definição das etapas do projeto
  • Definição dos entregáveis dos projetistas
  • Como medir o ND dos elementos?

ebook grátis para os participantes!

 

Opções do curso

  • PRESENCIAL

Data:  5 de julho de 2019, sexta-feira
Local: R. Prof. Sousa Barros, 435 – Vila Guarani (Zona Sul), São Paulo – SP, 04307-100

  • INTERNET

Data: 12 de julho de 2019, sexta-feira

Horários
Início: 8:00
Almoço: 12:00 às 13:00
Encerramento: 18:00
Inclusos:

  • ebook “Manual de escopo de projetos em BIM”
  • Certificado de Participação digital
  • Coffee Break
    Observação: trazer notebook

Investimento: R$ 550,00

INSCREVA-SE!

Professor Dr. Leonardo Manzione

Engenheiro Civil, Mestre e Doutor pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Ao longo de 39 anos de experiência profissional em engenharia civil, fui diretor de várias construtoras. Elaborei as especificações técnicas em IFC do Caderno BIM de Santa Catarina (primeiro BIM Mandate do Brasil publicado por um órgão público).
Sou membro do grupo internacional de pesquisas “Building SMART Regulatory Interoperability Working Group” – que tem por objetivo desenvolver recomendações sobre as metodologias existentes para os aspectos regulatórios de edifícios – e do Comitê ABNT CEE/134, responsável pela elaboração da Norma BIM. Tenho experiência comprovada em implantação de BIM como consultor de empresa e pesquisador internacional com diversos artigos publicados em seminários internacionais, além de entrevistas e artigos publicados em revistas técnicas.

Sou diretor executivo da Coordenar, empresa de consultoria BIM inteligente (iBIM). Atuo na implantação do BIM e na gestão e coordenação de projetos com o uso do BIM, atendendo os segmentos da cadeia da construção civil ou empresas contratantes de obras e projetos. Sou professor no MBA de Especialização em Gestão de Projetos do programa POLI-INTEGRA e do MBA Master BIM Manager da Zigurat.

Carregar mais artigos relacionados
Load More In Artigos
Comments are closed.

Leia também

Webinar gratuito: BIM passo a passo

As empresas investem muitos recursos implantando novas tecnologias, sem necessariamente co…